domingo, 1 de março de 2009

Com Maria a vitória é certa!

A nossa geração tem sido abatida terrivelmente pelo inimigo de Deus. O demônio, sabendo que pouco tempo lhe resta, veio sobre nós, justamente sobre a nossa geração... Por essa razão, a batalha entre a Mulher e o dragão. Para podermos ter a vitória, nós precisamos estar do lado da Santíssima Virgem.

Falar, em nossos tempos, de devoção a Nossa Senhora não é falar de uma “devoçãozinha”, não! Estamos tratando de uma questão de guerra, o próprio Deus é quem constituiu Seu exército. Ele mesmo entregou o comando a uma Mulher: a Virgem Maria. Essa Mulher está vestida de sol. Ela tem uma coroa de doze estrelas. Tem a lua debaixo dos pés. Ela é a Mãe de Deus, a Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ela é aquela que nos trouxe o Salvador. A Santíssima Virgem é pobre, é simples, humilde. Mas é Ela que está na chefia desse exército.

Do outro lado, está o dragão, que foi bem descrito em Apocalipse 12: a primitiva serpente, o demônio, satanás. Aquele que quer corromper tudo. Que quer desgraçar tudo.

Não é à toa que hoje se levanta, com força totalmente nova, a devoção a Nossa Senhora! Devoção esta que é uma questão de guerra. Deus quer enfileirar, atrás dela, todos os Seus filhos: aqueles que precisam vencer a batalha contra o dragão e o seu exército. Para você ser vencedor nesta luta que está travando, – seja na espiritualidade, seja na sexualidade ou na afetividade e em todas as áreas de sua vida –, você precisa da Santíssima Virgem. Ela é a vencedora que vai à sua frente! Nenhum de nós, sozinho, vai conseguir vencer!

Em primeiro lugar, eu pessoalmente me consagrei de novo a Nossa Senhora; depois, consagrei a Canção Nova todinha a Ela. Tenha certeza de que você vai experimentar a vitória, até que o maligno seja precipitado de novo no abismo. Por fim, o Imaculado Coração de Maria triunfará. Sim! Tenha certeza da vitória dela! É a sua vitória! Diga assim: “Eu sou vitorioso com Maria! A vitória da Santíssima Mãe de Deus é a minha vitória! Eu verei a vitória de Deus! Amém!”

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Nenhum comentário: