segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Sois a aurora que anuncia o nascer do sol

Vós sois a janela, a porta e a cortina, o adro, o pátio e a casa, a terra. Sois o jardim fechado e a fonte do jardim que lava os que estão manchados, sois aquela que purifica os pervertidos e a que traz vida aos mortos. Vós sois o palácio do Rei e o trono do Rei. Sois a estrela que brilha no Oriente e que dissipa as trevas no Ocidente, sois a aurora a anunciar o sol, e o dia que ignora a noite. Pierre, o Venerável Poema do século XI

Nenhum comentário: